A participação de Moçambique nos Jogos da Commonwealth, Gold Cost 2018.

A chefe de missão de Moçambique aos vigésimos primeiros Jogos da Commonwealth Gold Cost 2018, Odete Simião, considera a participação do nosso país razoável, tendo em conta os resultados alcançados no evento que terminou há dias.
Odete Simião diz que apesar de não ter conseguido superar as duas medalhas conseguidas em Glasgow, na Escócia, em 2014, os atletas melhoraram as suas marcas, facto que abre boas perspectivas para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.
Nos Jogos da Commonwealth de Gold Cost, Moçambique esteve representado por 26 atletas das modalidades de Atletismo, Boxe, Basquetebol, Vólei de Praia, Natação e Ciclismo.
Na natação, o nosso país conseguiu a sua melhor prestação de sempre nos jogos. Foi a três semi-finais nos 50 e 100 bruços, através de Ludovico Cursini e nos 50 costas por Erico Cuna.
Nos 50 bruços, Cursini terminou em 13ª posição na meias finais da prova com o tempo de 28 segundos e 53 centésimos.
Já nos 100 bruços, o jovem de 24 anos terminou em 15º lugar das meia-finais, com o tempo de 1min, 5segundos e 7 centésimos.
Enquanto Erico Cuna nos 50 costas, terminou em 13º nas meias-finais com o tempo de 28 minutos e 10 centésimos. Na estafeta, 4/100 estilos, Moçambique foi à final, tendo terminado na sétima posição com o tempo d 3:52 e 41 com três minutos, cinquenta e dois segundos e quarenta e um centésimos.
No voleibol de praia, a dupla Délcio Soares e Carlos Acácio terminou na quarta e última posição do grupo C com três pontos.
No basquetebol, Moçambique terminou em sexto lugar com quatro derrotas na fase a eliminar do torneio.
Já no boxe o nosso país terminou em quinto lugar. No Atletismo, Kurt Couto melhorou a sua marca, estando agora nos 49:56 segundos e cinquenta e seis centésimo nos 400 barrira
No atletismo, Alberto Mamba fez o seu melhor tempo do ano ao fazer 1:48:19 um minuto e quarenta e oito e dezanove centésimos Creve Machava fez 51 e 60 cinquenta e um e secenta centésimos nos 400 metros barreiras.
Ainda no atletismo, Salomé Mugabe, que bateu o recorde nacional nos Jogos da Commonwealth, ao lançar 15 e 63 metros na prova de lançamento de peso. Terminou em 11º lugar na final da prova com 14.63 metros tendo baixado a sua marca actual de 15 e 63 metros .
No ciclismo, Miguel Duarte não terminou a sua corrida, na especialidade de rua para a distância de 170 km, por se ter envolvido num acidente.
No quadro de medalhas, a Austrália, que acolheu os jogos, foi a grande vencedora com 198 medalhas no total, divididas em 80 de ouro, 59 de prata e mesmo número de bronze.
Em segundo ficou a Inglaterra com 136 medalhas, das quais 45 de ouro, mesmo número de prata e 46 de bronze.
A Índia fechou o top 3 com 66 medalhas, correspondente a 26 de ouro, 20 de prata e 20 de bronze.
A nível da África, África do Sul terminou em sexto lugar com 13 medalhas de ouro, 11 de prata, 13 d bronze, totalizando 37 medalhas.
A Nigéria ficou em nono lugar; o Quénia em 13º, seguindo-se o Uganda 15º. O Botswana ficou em 16º, Namíbia terminou em 19º posição com 2 medalhas de ouro.
Os Camarões terminaram em 32º, enquanto o Ghana está na 39ª posição da tabela.
Nos Jogos da Commonwealth, participaram mais de 6.600 atletas e oficiais de equipa de 71 nações e territórios.
Pela primeira vez na história de um grande multi-desporto Jogos, houve um número igual de eventos de medalhas para homens e mulheres em todos os desportos, enquanto GC2018 teve o maior programa de desportos integrados na história dos Jogos da Commonwealth, compreendendo 18 desportos e sete para desportos.

You May Also Like