Alberto Graziano: “A promoção dos valores olímpicos deve ser inclusiva”

O presidente da Academia Olímpica de Moçambique PhD. Alberto Graziano, disse na terça-feira 05 de maio, que para além dos professores e estudantes, as comunidades fora da cidade de Maputo devem também ser ensinadas os valores olímpicos.

O presidente defendeu a idéia durante a estreia do ciclo de palestras online inserido na campanha “Olimpismo face à COVID-19” onde ministrou a palestra em torno do tema “Olímpismo e a educação Olímpica em Moçambique no ano 2019”.

Para Graziano, a massificação dos valores olímpicos pode ser feita por meio de palestras, actividades desportivas, actividades que envolvam professores, alunos e a comunidade no geral, entre outras. Mais ainda, esta promoção deve ser inclusiva abrangendo comunidades fora da cidade de Maputo.
Segundo o presidente, os líderes de opinião nas comunidades, são uma chave importante para o ensino dos valores olímpicos nos seus locais de influência porque tem a confiança das comunidades.

O orador explicou ainda durante a palestra que, os objectivos da educação olímpica são proteger e promover os interesses comuns da espécie humana tais como paz, amizade e progresso. “A ideia é que os valores olímpicos ultrapassem fronteiras por meio da prática do desporto colectivo, partilha de valores, troca de experiências e intercâmbio cultural.”

A palestra insere-se no ciclo de palestras da campanha “Olimpismo face à COVID-19”, lançada pelo COM em parceria com a Academia Olímpica de Moçambique no sábado 2 de maio. O ciclo de palestras conta com cerca de oito oradores dentre atletas e profissionais do desporto nacional. A próxima palestra está agendada para o dia 12 de maio, com Mauela Dalas que vai falar sobre “Educação e olímpismo: desporto, género e educação.

Veja Também

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *